Energia


Em 31 de Dezembro de 2019, a potência total disponível no setor elétrico nacional era de apenas 20MW, 65% da potência total instalada de 30 MW, que compreendia uma central hidroelétrica e cinco centrais termoelétricas interligadas, para alem da central da Região do Príncipe e sistemas descentralizados de Porto Alegre, Monte Mário e Ribeira Peixe.

O sistema produtor da EMAE compreendia a central hidroelétrica de Contador (1,2 MW), e as centrais termoelétricas de S. Tomé, (3,9 MW) Sto. Amaro I (5,5 MW), Sto. Amaro II (4,9 MW), Bobo Forro II (1,3 MW) e Príncipe (1,8 MW), Centrais descentralizadas (0,178 MW), perfazendo uma potencia de 18.6 MW e os restantes 1,2 MW correspondendo à central privada de Bobo Forro I

A produção própria da EMAE em 2019 foi de 107,8 GWh contra 98GWh verificada em 2018. A produção de eletricidade de origem termoelétrica totalizou 102 GWh e contribuiu com 93,5%, enquanto o sistema hidroelétrico em serviço correspondeu uma produtividade de 5,8GWh. As compras de energia elétrica foram de 1,3 GWh, de origem termoelétrica na sua totalidade.

Em 2019, a energia entrada nas redes de transporte e distribuição atingiu 102,3GWh, os quais incluíram 1,3 GWh de energia comprada ao Produtor Independente RENERGIA, Lda. O volume total de eletricidade faturada foi de 68,7 GWh, pelo que se conclui que existiu um volume de perdas de eletricidade correspondente a cerca de 32%.

Redes de transporte e distribuição
Devido a pequenez das nossas ilhas a rede de transporte e distribuição esta estruturada em redes de média e baixa tensão conectadas a subestações, postos de corte e postos de transformação.
O sistema de rede de Média Tensão tem uma extensão confirmada de cerca de 203 Km lineares e é composto por linhas aéreas apoiadas por mais de 1.200 Postes de cabos subterrâneos com uma extensão estimada superior a 50 Km em S.Tomé. na Região autónoma do Príncipe o sistema de rede de Média Tensão a 6KV tem uma extensão de 25Km lineares, apoiadas por mais de 305 Postes.
O sistema da rede de Baixa Tensão tem uma extensão estimada de mais de 300 Km, apoiadas em cerca de 3.500 Postes em S.Tomé. na Região Autónoma do Príncipe, o sistema de Baixa Tensão tem uma extensão estimada de cerca de 25Km lineares.
O sistema de transformação engloba 2 Subestações com uma potencia de 30,7 MVA, seis Postos de Seccionamento e 183 Postos de Transformação, com uma potencia de transformação instalada de 47,5 MVA. Os parques nas Centrais estão equipados com 22 Transformadores de 51,3 MVA de potência de transformação.

Redes de média tensão – são redes cuja tensão nominal é inferior a 60kv. As tensões existentes na EMAE são as de 30 kv e 6 kv e elas fazem ligação das subestações aos postos de transformação. Possuímos redes subterrâneas e aéreas.

Redes de baixa tensão – transportam energia eléctrica dos postos de transformação até ao consumidor final. Essas redes também são subterrâneas e aéreas.

Subestações – servem para elevar a tensão de electricidade produzida nas centrais para ser transportada em média tensão e baixar para baixa tensão para ser distribuída para consumidor final, fazendo protecção ao distribuir. A EMAE actualmente dispõe de 2 subestações: Santo Amaro, Victor Frutuoso

Postos de corte – servem para distribuir e proteger a rede de electricidade em ramais de média tensão na mesma tensão de entrada. Também permite fazer seccionamento de ramais. Actualmente a EMAE dos seguintes postos de corte:

  • Trindade PC3
  • Guegue PC4
  • Santo Amaro PC2
  • Aeroporto 1015

Postos de transformação – servem para reduzir a Média Tensão para a Baixa Tensão utilizável pelo consumidor final.